Sobe o espaço


O céu se abriu sobre mim 
tudo parece se acender 
esconder-me não é uma opção 

um silencio profundo se a propaga no espaço  
abrangido meus sentidos dominando minha mente 
enlouquecedor 

o vapor da água quente sob a minha pele sinto dor
de manha seres noturnos vêem me visitar 
caminham e rastejam ate o segundo andar 
onde eu já sinto e vejo tudo do primeiro ao ultimo 

nos últimos suspiros meu coração se aqueta 
meus pulmões se enche de ar e tudo volta para o seu lugar
é tão lindíssimo essa essência sentir no ar aquela presença 

volto a não enxergar mais nada...

sobre o espaço que eu ocupo
meu espirito ver um corpo ainda dormente
o que antes era vapor gelo agora se tornou

o corpo ainda doente não sente calor, 
dando coragem pra enfrentar meus erros 

o ceu se fechou tao rapido que a luz se apagou
soprando um vento gelado que a terra levantou

[...]

A morte que pousa em meus ombros, adeus olhos de outubro, coração por que tremes?
nesse calor enlouquecedor‼
tão exilado... sozinho, solto nos ecos do silencio...

faz um tempo que deixei de enxergar, todas as coisas simples da vida,
tentando me agarrar ao que me traz dor e fadiga,

talvez eu nem quisesse suportar,
o brilho do luar o entardecer do campo,
e eu na rua tão longe do meu descanso

me a susto com minhas próprias sombras
eu cresço e desapareço dentro de um mundo que não é meu,
onde a justiça segue os passos da contradição.



0 comentários:

Postar um comentário

Atenção

Atenção

Quem sou

Sou um jovem como outros qualquer, moro no RJ, tenho uma serie de romances, poesias e pequenas cornicas já escrito, e sem previsão para serem lançada, o que desejo com este blog expor meus textos e principalmente ser entendido, gosto de jogar RPG, teatro, arte, musica, filmes, filosofia e debates em geral, bem sejam bem vindos a minha epifania...

Postagens populares

Tecnologia do Blogger.

Google+ Followers